.comment-link {margin-left:.6em;}

Cinecasulofilia

0 - fuja! * - razoável ** - bom *** - muito bom, recomendado **** - obra-prima!

quinta-feira, novembro 11, 2010




8, 9, 10: em Cure, Kurosawa prossegue sua estratégia de combinar despojamento (o hospital quase como um palco teatral nu), a austeridade do confronto entre policial e criminoso (o belo uso da profundidade de campo, o uso das loinhas verticais, o uso das cores frias) e o caótico ambiente de abandono do edifício na "poluída" sequencia final.




6,7: Carisma quase se parece um filme de Tarkowski, uma espécie de "Sacrifício": note como a composição dos espaços por Kurosawa articula seja um despojamento seja um interior rigoroso, com cores frias, poluído de objetos descascados e decadentes.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home